Alguns dos maiores muros do mundo! (E seus significados…)

Em edição on-line de meados de novembro, o jornal The Guardian trouxe um retrato de alguns dos maiores e mais importantes muros que foram e estão sendo construídos em todo o mundo. O Brasil recebeu destaque com um muro privado e cheio de simbolismos: o muro do Alphaville de Barueri, com seus aproximadamente 65km lineares construídos.

Além de trazer as histórias dos muros em si, a reportagem buscou ouvir histórias de pessoas com vidas marcadas pela separação que essas construções trazem. São relatos impressionantes sobre a vivência na fronteira murada dos 555km entre México e Estados Unidos, dos 500km construídos pelos israelitas na área de conflito com a palestina, dos 250km que dividem as Coréias do Sul e do Norte e dos mais de 4000 km que estão sendo construídos pela Índia ao redor de Bangladesh, dentre outros. São retratos impressionantes, relacionados a história recente da migração internacional, da xenofobia, dos conflitos étnicos e das profundas desigualdes econômicas e territoriais ao redor do globo. Vale a pena conferir!

http://www.theguardian.com/world/ng-interactive/2013/nov/walls#intro

Reproduzimos abaixos alguns dos trechos de relatos daqueles que cotidianamente vivem ao redor do Alphaville brasileiro (em tradução livre):

C. L., 60 anos , construtor.

” Nossas cercas reduzem drasticamente o risco de arrombamentos. Elas não podem ser cortadas, derrubadas ou escalas. São perfeitas… E não há nenhum risco para a vida pelo choque.”

H. K. e R. F., empresários e residentes do Alphaville.

“É como viver no campo. Todo mundo conhece todo mundo. É um belo lugar e os padrões de educação dos moradores são mais altos que a média. Em um mundo perfeito , isso não seria necessário. Paredes aumentam as divisões sociais, mas estou feliz em morar do lado certo delas. Se eu acordar e perceber que o muro desapareceu de repente, minha vida iria mudar totalmente. Eu ficaria triste e preocupada porque iria perder a paz de espírito de saber que os meus filhos podem ir e vir com segurança. Acho que procuraria outro condomínio. “

D. C., jardineiro.

Douglas Cunha

“Alphaville é ali, o Alfavela é aqui. Os ricos estão dentro e os pobres fora. É um problema. É complicado. Eu gosto dos condomínios, eles são bonitos. As pessoas para quem eu trabalho não são muito amigáveis.

A. O., 21, residente de Alphaville.

Antônio De Oliveira, 21, resident

“Há um preconceito contra as pessoas pobres em razão da forma em que moradores são separados dos trabalhadores. Quando os trabalhadores vêm aqui, eles têm que passar pela segurança, como em um aeroporto. Isso me lembra do apartheid…”

Quando eu morei na cidade por alguns meses, eu me sentia livre, porque não é natural para viver em um condomínio, onde você tem que dirigir quilômetros até chegar na loja mais próxima.

É um lugar que distancia os moradores da realidade. Meus próprios pais chamam o lugar do Show de Truman.”

2 Comentários

Arquivado em Conflitos étnicos, Desigualdades sociais, Urbanização

2 Respostas para “Alguns dos maiores muros do mundo! (E seus significados…)

  1. Devido a violência há uma volta ao passado, esses condomínios parecem pequenas cidades-estado, com sua própria governança e segurança, mais eficaz que a que o Estado pode oferecer. Não os culpo.

    Mas veja esse depoimento idiota de um morador de Alphaville: “Paredes aumentam as divisões sociais, mas estou feliz em morar do lado certo delas.”, como se quem não mora em Alphaville e não tem o mesmo padrão social vivesse do lado “errado”.

    Não ficarei surpreso se além dos muros também colocarem fossas com jacarés, como nos desenhos animados.

    O pior muro é “o muro da discriminação” que alguns constroem em suas cabeças desmioladas.

  2. Osvaldo José Marques

    Os piores e maiores muros, não são feitos de tijolos e cimento, são sim são muros de preconceito e de intolerância, que separam pessoas, famílias, casais e amigos, e infelizmente esses muros estão no topo das construções humanas, que Deus possa fazer com que o mesmo que aconteceu no dia 09-11-89, o dia em que o muro de Berlim caiu, possa cair na vida de cada um de nós.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s