O fim da política do filho único na China

No dia 28 de outubro, o Partido Comunista da China anunciou o fim da controversa “política do filho único”. Essa medida faz parte do 13º plano quinquenal do governo chinês (o primeiro plano foi lançado em 1954). 

Demógrafos consideram que a política de controle populacional desencadeou um crescimento excessivamente acelerado da população de idosos, produzindo o agravamento dos custos da previdência social e dos serviços de saúde. Nos últimos anos, houve também uma redução da população em idade ativa em decorrência dessa política. 

Taxa de fecundidade total - China

Uma análise deste evento histórico é feita pelo professor Ricardo Ojima no artigo “A verdadeira bomba populacional“.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s