O fim da política do filho único na China

No dia 28 de outubro, o Partido Comunista da China anunciou o fim da controversa “política do filho único”. Essa medida faz parte do 13º plano quinquenal do governo chinês (o primeiro plano foi lançado em 1954). 

Demógrafos consideram que a política de controle populacional desencadeou um crescimento excessivamente acelerado da população de idosos, produzindo o agravamento dos custos da previdência social e dos serviços de saúde. Nos últimos anos, houve também uma redução da população em idade ativa em decorrência dessa política. 

Taxa de fecundidade total - China

Uma análise deste evento histórico é feita pelo professor Ricardo Ojima no artigo “A verdadeira bomba populacional“.

Deixe um comentário

Arquivado em Envelhecimento, Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s